Meu progresso

Páginas

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Centrum, fome e nervosismo!

A quinta semana mudou tudo na minha vida, tudo que eu mais temia está acontecendo, nem sei como explicar, bom eu perdi 10 kilos em 12 dias no começo, a nutricionista ficou apreensiva pois segundo ela, 10 kilos era a meta do mês e não para 12 dias, mas eu estava feliz, queria perder mais 10 até o final do mês,no entanto na quarta feira eu cheguei para minha mãe e disse, mãe eu não emagreci mais nenhum kilo, meu pai também disse o mesmo, mas ontem dia 28 quando me consultei com ela, eu tinha perdido apenas algumas gramas, claro que quase chorei em cima da balança, mas ela mais que depressa explicou que aquilo era uma defesa do meu corpo contra a desnutrição, porque se eu continuasse a perder tanto peso em pouco tempo, correria o risco de ser internada por desnutrição, seria cômico se não fosse trágico, uma obesa internada por desnutrição, mas o pior nem é isso, na terça feira dia 26 eu passei na última consulta semanal com o dotor Wilter o cirurgião e ele me receitou o complexo vitamínico Centrum, fiquei feliz até porque tinha medo dessa perda de nutriente e vitaminas que acontecesse depois da cirurgia, mas por outro lado eu tenho Placebo até com analgésico e vi na bula que ele pode aumentar o apetite, pra que né? Eu estou sentindo fome, coisa que eu não sentia a mais de 20 dias, estou falando de fome mesmo e não vontade de comer, antes eu tomava as sopinhas e quando terminava até me sentia mal de tão cheia, mas agora a  nutricionista liberou uma ponta de colher de arroz papinha, uma ponta de colher de caldo de feijão, uma ponta de colher de purê e uma ponta de colher de carne, eu como tudo e fico sentindo vontade de comer mais, É CLARO que eu não como, mas a fome e a vontade permancem, eu não sei se é o Centrum ou a minha ansiedade e nervosismo, mas só sei que fugir da dieta eu não vou mesmo, eu sempre burlei minhas dietas antes da cirurgia, mas dessa vez não, eu não sofri tudo que sofri atoa, eu vou cinseguir vencer essa luta contra a balança, eu vou ser a vencedora dessa história e não a Gula.
Ah e ontem a ex namorada do meu tio que gosta muito da minha irmã fez um prato  de escondidinho de carne seca pra ela, apesar de ser tudo bem levinho, tive que comer com os olhos, pensem na tortura que foi, mas é isso, eu ando compreguiça de atualizarr aqui, mas vamos que vamos, torçam por mim, para que eu consiga controlar minha ansiedade, já estou de volta com os remédio do psiquiatra que ajudam um pouco, pelo menos me fazem dormir e evitam que eu coma a mais! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Desculpem me pelos possíveis erros,  eu tomei um Rivotril antes de escrever o post e estou sem corretor ortográfico!

Beijos Lindas e Lindos!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Dieta pastosa, um nojo!

Gente, eu ando lendo muitos blogs e vejo que só a minha dieta pastosa é pobre, minha nutricionista não acrescentou nada, só mandou bater os mesmo legumes do caldinho da dieta liquida e nada mais, eu vejo que a maioria das pessoas tem caldinho de feijão, algumas comidinhas molinhas, macarrão, iogurte com sabor, ovo cozido, pão molhado no leite, tipo uma dieta leve que não da pra enjoar, a única coisa que ela liberou a mais foi o queijo branco porque não estava conseguindo tomar leite, mas ainda sim só em último caso se o de soja tbm fizesse mal e teria que ser bem pouquinho, to achando minha nutricionista cruel, porque nem é questão de gula, é porque eu estou enjoando tão fácil das coisas, que hoje cheguei a dar ânsia em pensar no que comi ontem, se tivesse uma maior variedade eu acho que seria mais fácil!

domingo, 17 de junho de 2012

18 dias/ 10 kilos off!

Tanta coisa para falar, mas e o ânimo "kede"?
Enfim, na quinta dia 15 eu passei na nutricionista e ela liberou a dieta sólida, sem esquecer que ela também me pesou, não foi surpresa para mim, pois eu já tinha descumprido a promessa e pesado na farmácia, mas enfim, já se foram embora 10 kilos (na balança da farmácia foram 11), ela ficou surpresa e perguntou se eu estava deixando de ingerir os liquidos necessários, confesso que estava pulando algumas coisas, mas por nojo mesmo, peguei nojo de quase tudo e meu paladar está horrível, sensível, tudo que eu bebo, parece ácido, sabe a sensação que fica na língua logo após tomar algo bem azedo, aquela sensação aspera, não sei discrever, pois é, eu estou com isso o tempo todo, não importa se o que eu bebo nem seja azedo, continuo com muita sede e a água é a única coisa que vai bem, no entanto não está dando conta da minha sede, parece que cai de boca em uma montanha de sal.
Quanto a dieta pastoa, não deu viu, eu to comendo para me manter em pé, mas olho para aquela meleca e meu estomago chega a revirar, mas tenho que comer né? Se tiver carne no meio ai que não vai mesmo, eu achei estranho que muita das meninas que leio os blogs, as nutricionistas liberaram caldinho de feijão, a minha não liberou, são apenas os legumes e a carne batidos e coados no liquidificador, estou contando os dias para dieta sólida, não tanto por fome, mas pela aparência dos alimentos, fome eu não sinto mesmo, posso passar o dia todo sem por nada na boca, mas tenho vontade das coisas e isso chaga a dar vontade de chorar.
Hoje teve uma festinha aqui em caasa, fiquei um pouco chateada, mas encarei de boa, de vontade de comer várias vezes, mas me controlei mais uma vez, eu nunca gostei de churrasco, mas hoje se eu pudesse teria comido, saudades do arroz e feijão fresquinho, nossa, mas vamos nessa, fisicamente está tudo muito bem, terça tenho a terceira consulta com o cirurgião, vamos ver o que acontece, se ele vai liberar para não usar mais meias, porque elas já estão super largas e nem param mais direito, tenho que arrumá-las toda hora, a cinta está me machucando, mas essa eu sei que tenho que aguentar mais tempo.
Esse final de semana foi bem chato, minha irmã viajou para praia com minha vó, o marido da minha vó e uma amiga da família, acabei ficando meio solitária e teve uma coisas que me irritaram bastante, mas vou levando.


18 dias de operada, vamos que vamos, vencer mais uma luta!

domingo, 10 de junho de 2012

Gatorade nosso de cada dia!


Em uma dieta balanceada com, gelatina diet, iogurte e leite desnatado, água de coco, chá de ervas, pudim diet, caldinho de carne e legumes coado e Gatorade, alguma coisa tem que se salvar, porque pra mim essa dieta está sendo complicada, não por ser apenas liquido, mas por ser muita coisa doce, nos primeiro sete dias o caldinho de carne e legumes ainda não era liberado, então tinha basicamente Gelatina, água e chá, o restante entrou só na segunda semana, fiquei muito feliz,  já estava com nojo de gelatina e ainda estou, com muito nojo, o caldinho caiu super bem, supriu aquela falta de algo “salgado”, mas o que salva mesmo meu paladar é o Gatorade, me lembro que quando pequena eu provei uma vez e achei horrível, sem açúcar, mas fazia cara boa, porque me lembro que pedi tanto a minha mãe que já sabendo que eu não iria gostar, não queria comprar sem contar que não era recomendado para crianças, mas eu tanto quis que consegui, fingi que amei, mas nunca mais fiz questão, mas hoje em dia é o que me salva, achei que ainda fosse achar ruim, mas tenho pra mim que ele ficou mais gostosinho com o tempo, quando chega a hora do Gatorade até me sinto bem, melhor que ele só a água mesmo, quinta que vem começa a dieta pastosa e eu estou meio em dúvida, vi pelos blogs da vida que algumas nutri liberavam carne moída e/ou ralada, no entanto na folha que a minha me passou só tem legumes batidos e coados, mas como vou passar com ela na quinta mesmo, eu já vejo isso, por enquanto é só!

Obs: Ainda não pesei!

sábado, 9 de junho de 2012

Primeiro espirro pós-bariátrica!


Título besta né, será que só eu tive tanto medo de espirrar depois da cirurgia? Talvez por ser a minha primeira cirurgia, mas sei lá, se até tossir era um parto, espirrar me assustava e muito, mas hoje com 10 dias completos, me sinto tão bem, que na hora que senti que iria espirrar, só pensei, que seja o que Deus quiser e adivinhem, nem doeu, mas tenho certeza que se fosse antes, nos primeiros dias, no comecinho de tudo, teria doido sim e muito.
Bom, sábado dia 09, 10 dias de cirurgia, dieta liquida ainda, um pouco mais diversificada que na primeira semana, mas ainda sim liquido hoje eu acordei e decidi que iria ao curso, na noite anterior tinha falado que iria, mas depois desisti, no entanto acordei com disposição, tomei banho, me vesti, só precisei de ajuda no curativo e nas meias, impossíveis de calçar sem ajuda, mas enfim, não gostei de ter ido ao curso, primeiro porque eu ando com uma sede, minha vontade é virar copos e mais copos de água, mas sei que isso é loucura, mas não foi só isso que me aborreceu, teve uma mudança de professores, não gostei não que o atual professor seja ruim, mas já tinha pegado amizade e gostava muito das aulas do outro, não sei se vou continuar não, o diretor lá do curso me deu a opção de voltar com o outro, mas teria que voltar alguns módulos, não é viável, mas enfim, nem sei o que farei.
Depois do curso, fui pegar meu cachorro que estava na minha vó, para depois levar para vacinar, pensem que cheguei lá por volta do meio dia e meio e estava aquele cheiro maravilhoso de comida de vó, cheiro que só se encontra na casa da vó, ela ficou toda sem jeito, com dó de mim, mas eu me fiz de forte e falei que nem estava com fome, que o cheiro não estava me deixando com vontade, mas confesso, quando vi aquela comidinha simples, bem temperadinha com aquela cara de vó, meu estômago chegou a falar comigo, beberiquei mais água e fui levar o Greg na veterinária, quando voltei lá ainda tinha panelas na mesa, minha vontade era de atacar tudo aquilo, só me vinha na cabeça, 10 dias sem comida, 10 dias só no liquido, 10 dias de tortura, mas fui forte e consegui resistir, fiquei brincando com o cachorro o que me ajudou a descontrair, depois chegando em casa tomei meu caldinho que hoje pareceu não encher, mas foi só na hora, depois ficou tudo bem, percebi que sair me faz bem, ajuda a sentir que os dias estão passando mais rápido, eu não vejo a hora de completar um mês, para ficar tudo mais sucegado!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Aceitando Termos e condições sem ler!



Imagine alguém que te oferece uma quantia exorbitante em dinheiro, milhões, no entanto ela fala que você terá que fazer alguns pequenos sacrifícios para receber esse dinheiro todo e ele será pago em algumas vezes, mas na sua cabeça só o que você ouve é “milhões” ecoando, ela te explica que os sacrifícios seriam se privar de algumas coisas que você gosta muito por um longo tempo e seria sem volta, é parece razoável, você aceita sem pensar muito. Será que isso funciona?
Mas porque eu estou falando disso? Simples, é basicamente o que acontece com o Gordo diante da cirurgia bariátrica, muitas vezes, mesmo sabendo dos riscos e consequências, o fato de ser magro e saudável é o que ecoa na cabeça o tempo todo, sacrifícios ficam em segundo plano, você coloca o fato de estar magro em primeiro lugar, depois pensa nos riscos da cirurgia e por último que vai pensar nos sacrifícios que acarretam uma cirurgia que vai mudar sua vida toda, mas antes de continuar, eu quero ressaltar que não estou arrependida de modo algum de ter feito, mas hoje completando 6 dias que fiz minha cirurgia eu vejo o quanto algumas coisas fazem e vão fazer muita falta, coisas simples e relacionadas a comer e beber, claro, pense em um dia de calor, você morrendo de sede vai beber água e acaba tendo que bebericar água em um copo de café, você está deitado no quarto e ouve ao longe sua irmã abrir uma garrafa de refrigerante que provavelmente deve estar geladinho e você nem o cheiro pode sentir, seus pais na cozinha preparando algo simples e que não levante cheiro para comer, porque você só pode ingerir água, água de coco, Gatorade e gelatina, levando em conta que eu mesma odeio água de coco, principalmente as de caixinha e gelatina já chega a dar nojo, cada dia a mãe boazinha faz um sabor diferente pra ver se melhora, mas gelatina diet não muda, vai ter sempre aquele gosto enjoativo, aquele doce artificial, sem falar que não tem nada salgadinho no cardápio nos primeiros 7 dias, você chega a sonhar que está comendo, esses dias eu sonhei que estava comendo uma maçã, mas era tão gostosa que nem parecia maçã, no entanto no meio do sonho eu me dou conta que não poderia estar comendo e começo a engasgar e tudo vira um pesadelo, quero ressaltar que não se sente fome, mas quem já foi gordo sabe que muitas vezes comemos com os olhos né? Só de ver ou pensar em algo, já queremos mandar para dentro e isso é mais psicológico e isso a cirurgia não muda, isso leva mais tempo e você fica pensando: “O que eu fui fazer, onde eu aperto para acabar a brincadeira e poder comer um pedaço de pão, um copo de leite?” ai vem a dura realidade de que isso não vai acontecer, que vai demorar meses para poder comer algo do tipo novamente e chega dar aquela vontade de chorar, mas você não quer demonstrar fraqueza pra ninguém, você quis fazer a cirurgia, você fez e agora você vai aguentar, realmente da para aguentar, mas não é nada fácil, precisa de muita força de vontade para seguir com isso, sem contar que também não tem como desistir e eu jamais colocaria minha vida em risco por causa de um prato de comida, eu aprendi que eu preciso comer para viver e não viver para comer!

Bom é isso que eu tenho para dizer nesse 6° dia de borboleta, quando der coragem eu posto umas fotos, do antes, do hospital e dos resultados, quando os tiver! [/Risos

domingo, 3 de junho de 2012

Alguém teve de tomar pantoprazol no pós?

Alguém aqui precisou tomar o medicamento pantoprazol? Como tomaram? Diluido na água? Ele parece não derreter nunca. Se alguém puder me ajudar ficarei muito grata!

4 dias depois, já em casa!

Pra começar meu nome é Andressa, e no dia 31-05-12 eu fiz minha gastroplastia, vou falar um pouco de mim antes, com 1,65 e pesando 128 kilos, aos 20 anos fui indicada a cirurgia de redução de estômago, antes disso a cirurgia era tudo que eu mais queria, não aguentava mais ser gorda, a mais gorda da família, mas com a data marcada, exames todos em mãos, veio então o medo, medo mesmo, de morrer e nem sequer sair respirando da maca, eu tinha medo até de contar isso para os outros e fica parecendo uma espécie de premonição, mas isso se explica pelo fato de eu ter T.O.C e em alguns momentos eu conseguia colocar isso na cabeça, sabia que era o T.O.C que estava fazendo isso, mas uma coisa nunca passou pela minha cabeça, desistir, jamais iria desistir, eu já estava cansada de ser quem eu era, especialmente a Andressa que habitava o lado de fora do meu eu, a Andressa que se cansava ao tentar por os sapatos, a Andressa que se escondia atrás de fotos antigas, a Andressa que tinha pouca ou nenhuma perspectiva de vida, mas agora tudo isso está mudando, não estou aqui para endeusar a cirurgia ou falar que é um milagre.
No dia 31 eu me internei as 5:00 da manhã no hospital Madre Theodora em Campinas, meu cirurgião Dr. Wilter Antonio Artuzi começou o procedimento as 7:00 e por volta das 9:30 eu já acordava zonza na sala de recuperação, eu nem sabia o que pensar naquele momento, só agradecia  por estar viva e não via a hora de ver a minha mãe, olhar nos olhos dela e falar eu consegui mãe, nossa ainda fico emocionada, mas foi só as 14:00 que me levaram para o quarto, vi minha mãe linda e aflita, quase sair do chão quando me viu, e vi também minha vó e o marido dela, ai nessa hora eu chorei porque minha vó tinha ido viajar para o Paraná e voltou mais rápido só por causa da minha cirurgia, isso significou muito pra mim, porque além de vó é minha madrinha e eu a considero muito, mas voltando ao assunto, foi nesse momento então que tive a  primeira experiência ruim pós cirurgia, a troca de camas, os enfermeiros me auxiliando a mudar de maca/cama, no meio desse processo começei a sentir umas contrações muito fortes no estomago, eu achei que iria vomitar, ficou todo mundo apreensivo no quarto e os enfermeiros só falavam que eram normal, mas logo passou, fiquei deitada ali parada até ter certeza que tinha passado e desejando nunca mais sentir aquilo de novo, só fui sentir duas vezes mais e em uma delas acabei vomitando um pouco de sangue, mas nada anormal, agora tenho que confessar, chegou a bater um desespero, eu pensava, o que eu fiz comigo mesma, porque eu fui chegar a tal ponto, eu queria me mexer e não podia, queria levantar e precisava de ajuda, aliás, ajuda para tudo e o xixi que não saia, só na terceira tentativa que fui conseguir, pior parte mesmo foi começar a comer, tinha medo de colocar muita gelatina na colher e engasgar, mas foi super tranquilo, ruim mesmo foi a gelatina da noite, era de laranja e eu odeio laranja, comi duas colherinhas e nem quis mais saber, no outro dia, já fui pra casa e ai foram flores, ainda sinto um pouco de dor, mas to bem melhor, depois conto mais sobre como está sendo em casa...