Meu progresso

Páginas

terça-feira, 25 de setembro de 2012

#Queda de cabelo e preconceito!

Acho que uma das coisas que mais assustam as gastroplastizadas é a queda de cabelo, nós mulheres (a grande maioria) passamos a vida toda cuidando dos cabelos, gastando dinheiro com salão, shampoos especificos e etc para mantermos sempre os cabelos bonitos e apresentáveis, eu sempre gostei de radicalizar, pintei de várias cores fantasias como rosa, azul, roxo e laranja, nunca tive medo de inovar, sempre pensei que se estragar era só cortar que crescia de novo, mas na verdade sempre tive medo de perder meu cabelo...
Estou entrando no quarto mês de operada e até então estava tudo bem nesse quesito, mas foi a nutricionista perguntar se meu cabelo estava caindo que ele começou a despencar, estou falando de queda intensa mesmo, tufos e mais tufos de cabelo, desesperador, não tem muito o que fazer, vou postar uma foto da quantidade que cai em uma passada de mão


Agora mudando um pouco o foco do post, acho que todo mundo que passou pela gastroplastia ou ainda vai passar, já sofreu algum preconceito por ignorantes que acham que quem opta pela cirurgia, está escolhendo a forma mais fácil de emagrecer, eu passo por isso praticamente todo dia, lembro que nas semanas que antecederam minha cirurgia, uma garota gordinha veio me criticar por fazer a cirurgia, ela veio me perguntar por que eu não fechava a boca, não tive muita paciência não, já dei má resposta na hora, sinceramente, as pessoas acreditam mesmo que passar por um processo cirurgico, ficar dias sem comer nada, só no liquido, comer pequenas quantidas, perder vitaminas e ter que repor a base de remédios e injeções, ver seu cabelo ir parcialmente pelo ralo e etc é mais fácil do que fazer dieta? Não é, não é mesmo, eu não escolhi fazer a cirurgia porque seria mais fácil, eu decidi junto a equipe médica, que fazer a cirurgia seria melhor, depois de anos sofrendo e passando dificuldades por ser gorda, por ser obesa, por ter minha adolescência privada, por ter parte da minha vida usurpada, sim, é assim que eu me sinto e passar por tudo isso não foi fácil, tem coisas que ainda machucam, que me fazem chorar, ter que aguentar a ignorância alheia só piora tudo, se informar antes de criticar alguém, faz bem e evita transtornos.
Pior de tudo que nem os médicos estão livres dessa ignorância, sim eu sofri "preconceito" de um dos médicos que teriam que me avaliar antes da cirurgia, sorte que esse especialista não tinha um papel de grande importância, era só protocolo mesmo, mas ele disse básicamente "Se Deus fez o estomago da forma e tamanho que ele é, é para ser assim e não mudar, se vai mudar tem que saber..." você vai no médico confiando no trabalho dele e ele solta uma dessas, é realmente assustador, eu não me importo se a pessoa tem religião ou sei lá, mas um médico que não acredita naquilo que ele mesmo estudou é bem estranho né. No entanto eu não me arrependo de ter passado por cima dessas coisas e ter tomado a decisão certa, pode ser difícil, pode ser doloroso, mas vale a pena e foi a melhor coisa que já fiz na minha vida!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Convênio: A Guerra!

Estou com quase 4 meses de operada, 25 kilos perdidos segundo minha balança e todas as outras do mundo, menos a da nutricionista, explico lhes porque, desde antes da cirurgia a balança da minha nutricionista me engorda 3 kilos, sim 3 kilos e isso eu confirmei pensando em outras balanças, inclusive a do endocrino, mas isso nem vem ao caso agora, eu estou é mesmo com raiva do meu convênio, desde julho que eles vem cancelando TODAS as minhas consultas, eu fiquei dois meses sem acompanhamento da nutricionista e quem operou sabe que isso é complicado, o endocrino havia pedido para eu passar no cardio para ver se podia tirar os remédios da pressão e do coração, quando faltava dois dias para consulta desmarcaram e se não bastasse no dia da consulta com o cirurgião o carro do meu pai quebrou em cima da hora e o hospital do Madre Theodora é em outra cidade, consegui marcar para daqui 45 dias, ontem depois de tanto brigar consegui uma vaga com a nutricionista, confesso que fiquei meio insatisfeita, ela só me liberou o alface e nada mais, não estava esperando ela liberar um banquete, mas achei que teria mais coisas a acrescentar depois de dois meses, novas informações e etc, mas é isso, esse meu convênio só me fez esquentar a cabeça, até advogada tive que pagar, foram só gastos, só recomendo mesmo por causa do ótimo cirurgião que é o Dr Wilter Artuzi, esse eu recomendo de olhos fechados, bom vou postar fotinha de 3/4 meses, estou um pouco insatisfeita, perdi pouquinho nesses dois meses, mas ai vai!



quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Você pode emagrecer quanto for, mas sempre existira o fantasma do gordo te assombrando,  as pessoas sempre vão ficar fiscalizando o quanto você come, antes olhavam para depois comentar " É por isso  que está gorda, olha o tanto que come" e depois quando você já estiver emagrecido vão falar "Nossa, ela não tem medo de engordar tudo novamente?"...
Eu nunca fui de comer muito em público, nem antes e muito menos agora, não é paranóia, as pessoas realmente julgam o quanto você come e são cruéis nos comentários, eu estou comendo super pouco, seguindo religiosamente a dieta imposta pela nutricionista e mesmo assim ainda tem gente que vem comentar sobre o tanto que eu como, isso me deixa com muita raiva, pois que ficou três dias internada a água e gelatina foi eu, quem sofreu tudo foi eu, eu sei onde estou pisando, sei dos meus limites, não preciso de vigilantes do peso 24 horas por dia, nem minha família faz isso (apesar que eu gostaria que fizessem, mas é assunto para outro post que ainda não tive coragem de fazer), eu fico com muita raiva dessas coisas, acho que todo mundo deveria é ter gatos em casa, gatos tem sete vidas, sete vidas para serem cuidadas.
Bom por enquanto é isso, vou linkar meu outro blog aqui, é um blog mais variado onde eu posto sobre minhas opiniões, ele é novo por isso ainda não tem muita coisa, mas quem quiser ver é só clicar aqui em The Girl Retrom