Meu progresso

Páginas

sexta-feira, 31 de maio de 2013

1 ano de cirurgia...

Hoje oficialmente completa um ano de cirurgia, fiquei o dia pensando nas coisas que mudaram e bom não vou ficar falando aqui porque já relatei tudo aqui no blog ao longo desses 12 meses, então ficar no mais do mesmo é cansativo.

Eu queria mesmo dizer que sou outra pessoa que valeu a pena tudo que eu passei antes e depois do processo cirúrgico, não foi fácil, mas valeu a pena, mesmo que eu ainda não esteja nem perto do peso que eu quero chegar, já avancei muito, 40 quilos perdidos em um ano, é foi uma grande mudança positiva, às vezes me bate certo desespero por ainda ser gorda, por ainda não gostar 100% do meu corpo, mas eu ainda tenho esperança de emagrecer mais, estou tentando, estou há quase um mês sem me pesar, minha balança estragou e ainda tenho certo trauma de me pesar em farmácias e outros lugares, mas acho que estou perdendo aos pouquinhos.

O que mudou nesses últimos meses? A queda de cabelo diminui acho que uns 40%, minha pele continua sensível e eu sinto um pouco mais de fome agora, na verdade sinto fome de 3 em 3 horas, mas a fome é enorme, mas quando começo a comer eu vejo que logo fico satisfeita com pequenas quantidades, acho que não mudou muita coisa nos últimos meses, nada muito importante que eu já não tenha falado aqui.

O que não mudou? Meu convênio, esse continua o mesmo, desmarcando minhas consultas em cima da hora, estou desde fevereiro tentando passar com o endocrinologista, mas sem sucesso, mas espero trocar em breve por outro.

A família continua naqueles altos e baixos de sempre, não brigo mais tanto com meu pai o que é bom, eles continuam com hábitos alimentares malucos o que me faz muitas vezes cair em tentação, mas o jeito é ser forte.

Semana passada teve um churrasco de família aqui e me fizeram uma surpresinha, fizeram um bolinho para comemorar o 1 ano de cirurgia, foi bem legal, me falaram bastante coisas bonitinhas e tem fotinhas, mas eu tenho o dom de tirar fotos em cenários vergonhosos, então desconsidere, olhem para mim, vou postar primeiro uma foto que eu tirei poucos meses antes da minha cirurgia para fazer a comparação e depois as da festinha.

Fev/2012
Eu sou a de roxo e bolsa prata

Maio de 2013


Essa é a Dalva e ela vai operar em setembro!






Bom é isso então, um ano de cirurgia, um ano de vida nova, eu queria agradecer especialmente a minha família que esteve sempre ao meu lado, mesmo quando as coisas ficaram bem difíceis, os parentes que me apoiaram, foram me visitar no hospital e em casa e me deram bastante força, se prontificaram a me ajudar e estão sempre dispostos a ajudar até hoje, meu namorado que “entrou” na minha vida no momento certo e que fez as coisas ficarem bem melhores, não era algo que eu estava esperando ou planejando, mas que fez toda a diferença na minha vida, te amo Gordinho (sem me xingar) e aos amigos que também me apoiaram e até  aqueles que não foram totalmente a favor, mas que depois que viram que era o melhor, ficaram sim do meu lado.

É... Fim... Por enquanto!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Quase um ano...

Daqui a alguns dias eu completo um ano de cirurgia de redução de estomago, bastante coisa mudou, agora eu já me acostumei a maioria delas, eu não sei bem o dizer, hoje não tenho fotos que eu queira postar, talvez diz 31 eu poste algumas para fazer comparações.

Hoje de manhã foi a primeira vez em quase 12 meses que eu consegui ver uma diferença no meu rosto, eu ainda não me vejo mais magra, acho que porque eu esperava um resultado ainda maior, porém foi grande a perda de peso, acontece que eu era muito grande também.

Eu não senti mais vontade de postar no blog porque não tinha muito o que falar, eu estou feliz, vivendo minha vida e lutando com a balança todos os dias, não é fácil, agora eu já sinto bem mais fome do que nos primeiros meses, para falar a verdade a fome tem hora marcada, ela aparece a cada 3 horas, mas eu posso escolher comer algo saudável e em pequena quantidade que sei que será o suficiente por mais 3 horas, ou me enfiar em coisas não saudáveis e não vou mentir que as vezes dou umas escapadas, não é sempre, mas acontece.

Se eu ainda estou perdendo peso? Sim, devagar, mas estou, eu não pratico exercícios físicos, então para alguém sedentária como eu, acho que a perda de peso está ótima. Auto estima melhorou? Creio que uns 30%, mas acabei ficando mais paranoica com a aparência, tenho medo das pessoas ainda me acharem feia por ser gorda, é porque elas achavam.

Sei que os familiares e conhecidos (não todos) acham que eu emagreci pouco, normal, se eu não focar meu pensamento em “39 quilos perdidos em um ano” eu piro, tenho que sempre me lembrar do tanto que perdi e lembrar que é um número alto e por isso parei um pouco de ler sobre outras pessoas que perderam 50 quilos em menos de um ano.
Se eu tenho medo de voltar a engordar? Eu morro de medo e sei que a obesidade vai ser um eterno fantasmas na minha vida e isso me aflige e muito, tenho medo de nunca mais poder relaxar e me despreocupar um pouco quanto a isso, sabe, como as pessoas “normais” fazem, eu estou sempre me punindo mentalmente por sequer desejar comer algo não saudável, embora eu não exponha isso as outras pessoas, meu cérebro acaba tornando o meu pior inimigo, eu estou sempre pensando que posso voltar a engordar, mesmo que eu fique me policiando, eu penso na tremenda falta de sorte que eu sempre tive com tudo e penso que eu posso muito bem ser uma dessas muitas pessoas que voltam a engordar, portanto estou sempre fazendo planos para evitar isso e acabo dando uma pirada as vezes.

Eu não me arrependo de ter optado pela cirurgia, pois apesar de tudo, eu me sinto tão feliz quando depois de comer uma pequena porção de qualquer coisa eu já me sinto cheia, ou de agora conseguir entrar em calças 46 e elas ficarem larguinhas.

A flacidez? Minha barriga começou a piorar agora, mas nada assustador, os braços são os piores vivem escondidos coitados, no entanto eu já os escondia antes, pernas também estão feinhas, e os peitos coitados, não estão tãããão flácidos, mas diminuíram. =/ kkkkkkkkk Eu queria fazer as plásticas logo, mas sei que ainda não posso, no entanto ao entrar em contato com a ANS eles me informaram que eu posso sim mudar de convênio e continuar tendo direito as cirurgias reparadoras, fiquei bem feliz com isso, agora falta encontrar um convênio mais barato e que não fique desmarcando as minhas consultas em cima da hora.

E a vida fora da cirurgia, eu não sei bem o que dizer sobre ela, algumas coisas mudaram e talvez eu finalmente saia dessa cidade que tanto odeio e vou morar com meu namorado, né amor? Apressados? Que isso, imagina, é só o amor. Não tenho muitas novidades quanto a vida pessoal, embora eu quisesse ter, mas importante que ainda estou feliz, problemas ainda tem e as vezes eles pesam, mas o importante é seguir em frente.

Eu não sei se volto antes do dia 31 aqui no blog, mas vou tentar ou melhor, vou me esforçar mais, mas por hoje é isso.